Obrigado! Você passará a receber nossas novidades.
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Inglês
-
14/9/2022

Fama

Fama. Em latim, esta palavra resume o conjunto de opiniões sobre determinado indivíduo. Era um dos três elementos levados em consideração para definir o status da pessoa, além do poder e do prestígio. Na realidade, o vocábulo tem origem no grego pheme, notícia. Todos os dias, lemos nos jornais e nas revistas títulos como estes: Famosos vão de férias para destinos paradisíacos; Famosa diverte-se em festa sexy e acaba mostrando o que queria esconder; Famosos organizam evento de apoio a crianças carentes; Famosa lança marca de produtos cosméticos. Em férias ou em festas, na caridade ou no comércio, estes títulos não são sobre isso, mas sim sobre os famosos que fazem isso. Está neles o foco.

Estes famosos, assim definidos e que assim se definem, são de várias espécies e fazem coisas muito diferentes. Vão de apresentadores, atores e personalidades de televisão a políticos e humoristas, de treinadores e atletas a influencers e bloggers, de cantores a participantes em reality shows e a socialites, de comentadores a chefs de cozinha. O que os liga e os iguala é aparecerem nas mídias, nas revistas e nas redes sociais, tornando-se conhecidos e sobretudo reconhecidos. É neste mundo em que, todos os dias, se mostra tudo o que antes não se mostrava: o sono a refeição, a roupa, a maquiagem, o namoro, o exercício. São deste mundo os que, todos os dias, exibem a família, os animais, as casas, os carros, as piscinas. É deste mundo que vêm, todos os dias, notícias, boatos, intrigas, rivalidades, traições, vinganças, mentiras. Este é o mundo onde vale tudo para chegar, ver, vencer, passar à frente, ganhar dinheiro, ficar com o lugar, ter o prêmio. Este é o mundo onde tudo se falsifica: a imagem, o êxito, a carreira, a moral, a felicidade, a fé.

A fama no mundo moderno, da forma como a conhecemos hoje, parece ter surgido no século XVIII. Antes disso, obviamente existiam pessoas famosas, mas o consenso é de que as celebridades da antiguidade possuíam algo que nem todas as celebridades atuais possuem, renome. Renome é o reconhecimento pela habilidade em uma certa área de atuação, portanto é correto dizer que Michelangelo possuía o renome de um grande escultor, e que Paracelso tinha renome como médico e alquimista, ou ainda que Diógenes tinha o renome de um grande filósofo. Assim como também é correto afirmar que a esmagadora maioria dos ex-BBBs não possuem renome algum.A democracia moderna, aliada à revolução industrial e a ascensão do capitalismo, transformaram os ricos em celebridades, mesmo que muitas vezes eles não possuíssem renome algum. Essa conversão dos ricos em famosos acabou associando as duas classes, ao ponto em que hoje a maioria das pessoas se recusa até mesmo a reconhecer o renome de um artista caso ele não seja financeiramente bem sucedido. Mais tarde a televisão atribuiu aos famosos a qualidade de inatingíveis, intocáveis, e isso separou ainda mais o artista do talento, a fama é sobre aparecer, ser visto e reconhecido, e não mais sobre se fazer o que sabe e fazê-lo bem.

Posts Relacionados