Obrigado! Você passará a receber nossas novidades.
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Alemão
-
16/9/2021

Os 4 maiores desafios de aprender alemão para os brasileiros e como vencê-los

Nem todo mundo sabe, mas aprender alemão pode ser mais desafiador para um brasileiro que para um americano. Isso acontece porque o alemão, assim como o inglês, é uma língua de origem germânica, enquanto o português é um idioma de origem latina.


Embora seja um desafio para muitos alunos, aprender alemão tem muitas vantagens. É uma língua muito relevante para a carreira profissional, sendo o segundo idioma mais utilizado no campo da ciência e a língua original de vários livros e artigos científicos.


Além do mais, existe muito material disponível para ajudar aqueles que embarcam na aventura de aprender a língua de Goethe. O Instituto Stephanie Lich, por exemplo, disponibiliza conteúdo exclusivo em seu site, entre listas, e-books e artigos.


Saiba que a ajuda de especialistas é valiosa para acelerar o aprendizado. Não adianta ficar “quebrando a cabeça” para aprender o alemão através de métodos antiquados. A língua alemã não é nenhum “bicho de sete cabeças” e uma boa escola pode encontrar a melhor metodologia para você.


Neste texto vamos explicar sobre aspectos do alemão que costumam ser desafiadores para os brasileiros e quais são as diferenças desse idioma para o português.

Saturday Night Live Snl GIF


1. Declinações de gênero em alemão


Apesar do alvoroço normalmente criado em torno desse tema, as declinações de gênero em alemão não são tão complicadas assim. O português possui os gêneros feminino e masculino, enquanto o alemão possui os gêneros feminino, masculino e neutro.


Algumas palavras em alemão possuem o mesmo gênero que a sua equivalência em português, mas outras não. Para ter um aprendizado de sucesso o aluno deve se expor constantemente à conteúdos em língua alemã; essa é a melhor forma de aprender novas palavras e expandir o vocabulário.


Outra dica valiosa é fazer exercícios de memorização anotando as palavras novas sempre acompanhadas do artigo. Assim, o aprendizado do gênero será feito naturalmente.


Feminino:

die Rose (a rosa)

die Schule (a escola)


Masculino:

Der Wind (o vento)

der Wagen (o carro)


Neutro:

das Feuer ("n" fogo)

das Museum ("n" museu)


2. Conjugações verbais em alemão


Por se tratar de nossa língua nativa, podemos não nos dar conta de quantas são as conjugações verbais do português. O inglês, ao contrário, costuma ser muito mais simples, as flexões verbais são poucas.


Talvez seja por esse motivo que alguns alunos se assustam com o alemão, pois sua primeira referência no estudo de idiomas foi o inglês. No entanto, muitas outras línguas possuem várias conjugações verbais, como o espanhol e o francês.


A principal dica aqui é ter paciência. Você não precisa aprender todas conjugações verbais da noite para o dia e não pense que tentar engolir a gramática e decorar todas as regras vai ajudar. Como já falamos diversas vezes, o aprendizado de uma nova língua deve ser dinâmico, divertido e natural.


Aos poucos, a medida que se familiariza com o idioma, vai dominar os primeiros tempos verbais; em seguida, com o desenvolvimento da habilidade, irá aprender outros. O mais importante é manter o foco e compreender que, assim como fizemos naturalmente ao aprender o português, você precisa estar constantemente em contato com a língua.


Aprender um idioma é mais natural do que parece. Tentar decorar regras gramaticais à força, antes mesmo de aprender as expressões básicas da língua, é uma receita para frustração, auto-cobrança demasiada e insegurança.


3. Pronúncia do R


Ao aprender a língua alemã você vai se deparar com alguns sons que talvez nunca tenha reproduzido na vida, portanto, é normal que precise de prática. O “r” de “Straße” (rua) e “Freund” (amigo) pode parecer quase indecifrável à primeira vista, ou melhor, à primeira ouvida.


Trata-se de um som sutil e ríspido, peitoral, que “arranha” um pouco a garganta. No que diz respeito à pronúncia a melhor dica é: escute muito e, com o tempo, tente reproduzir.  Além disso, peça que um nativo ou um professor qualificado lhe corrija, pois outros alunos podem não saber identificar se a pronúncia está correta.


4. As famosas declinações (casos) em alemão: nominativo, genitivo, dativo e acusativo


O alemão possui quatro declinações da língua, tanto os artigos quanto os pronomes e os adjetivos são declinados. O caso nominativo é o sujeito de uma frase; o genitivo é o caso possessivo; o dativo é usado para marcar o objeto indireto de um verbo; o acusativo é usado para marcar o objeto direto do verbo.


German Top GIF by benniesolo

O português também possui palavras que têm marcas de casos, como os pronomes pessoais e os pronomes relativos; com relação aos substantivos e adjetivos, na língua portuguesa, os casos foram substituídos por preposições.


Se você ainda não sabe que casos são esses em português, os pronomes pessoais sujeitos (nominativo) são eu, tu, ele, ela, nós, vós, eles, elas. Pronomes pessoais que funcionam como complementos objetos diretos (acusativo): me, te, se, o, a, nos, vos, os, as. Pronomes pessoais que funcionam como complementos objetos indiretos e que correspondem ao dativo: me, te, lhe, nos, vos, lhes ou a mim, a ti, a si, a ele, a ela, a nós, a vós, a eles, a elas. Os possuidores (genitivo) são indicados por alguns pronomes regidos pela preposição de: dele, dela, deles, delas.'

Como pode ver, na língua portuguesa, nós utilizamos esses casos sem sequer nos darmos conta deles. O natural é que através do estudo, o mesmo aconteça ao falar alemão. Não precisa desesperar ou ficar ansioso. O Instituto Stephanie Lich é especializado no alemão e já ensinou muitos brasileiros a falar a língua alemã fluentemente.

Posts Relacionados